Tabagismo é a principal causa de morte evitável em todo o mundo. É responsável por 30% dos tipos de câncer, 25% das doenças coronarianas, entre tantos outros malefícios para a saúde.

Essas informações e tantas outras que poderíamos escrever nesse texto, provavelmente não sejam novidade. Se você é fumante, é bem provável que esteja pensando assim :

“Não vou nem continuar. Já sei de tudo isso, afinal até o verso do maço de cigarros me alerta sobre todos seus malefícios e nem por isso parei de fumar”.

Então, talvez esse dado lhe interesse mais:

Mesmo sabendo de tudo isso, 78% dos fumantes gostariam de largar o vício!

Por isso, no texto de hoje vamos falar de como o exercício físico pode auxiliar nesse processo e até ser o protagonista para transformar um fumante em ex-fumante.

O exercício físico tem efeitos similares ao hábito de fumar do ponto de vista dos processos neurobiológicos e na estimulação do Sistema Nervoso Central. Ou seja, no cigarro a nicotina é a substância responsável por proporcionar o “prazer” e torná-lo um vício. Ao realizar o exercício físico você também terá a liberação de substâncias responsáveis pelo prazer, mas ao invés da nicotina será a endorfina e a serotonina. Dessa forma, você pode largar um hábito extremamente nocivo à sua saúde por um outro extremamente benéfico.

Calma, ninguém está dizendo que é fácil! Que é só começar o exercício e abandonará o cigarro.

No livro O Poder do Hábito, de Charles Dugging (um livro que recomendo, pois não se trata somente de auto-ajuda, mas é baseado em pesquisas e casos de sucesso), o hábito do cigarro é analisado através do Loop do Hábito: a pessoa tem a “deixa”, que no caso é ver o maço de cigarro ou algo que lembre o fumar; após a deixa é desencadeada a rotina do fumar e, em seguida, a recompensa é o prazer da tragada. Tudo isso é alimentado pelo anseio da nicotina.

desenho1

Imagem retirada do Livro o Poder do Hábito de Charles Duhigg, p 66

 

A sugestão que Charles Dugging faz para alterar um hábito é alterar essa sequência. “Se você usar a mesma “deixa” e fornecer a mesma recompensa, pode trocar a rotina e alterar o hábito.

Ou seja, é mais fácil convencer alguém a adotar um novo comportamento se existir algo familiar no começo e no fim.

Então fazemos a seguinte sugestão:

desenho1

Nesse caso sugerimos movimentar–se para fazer girar o loop do hábito. Então, quando fornecida a mesma “deixa” (ver o maço de cigarros), será trocada a rotina da tragada por uma de algum movimento-exercícios de alongamento, subir algum lance de escada, fazer uma breve caminhada, uma sequência de abdominais etc -. E a recompensa será a sensação de prazer com a tarefa realizada.

Além do movimento, também podem ser utilizados outros hábitos saudáveis como: beber um copo de água.

Complementando esse processo, podemos falar sobre o exercício físico realizado regularmente, que é considerado um hábito mestre, pois as pessoas que aderem a um programa de exercícios físicos ( vale a pena ler o nosso post: Por quê não consigo ficar 6 meses na academia, para entender como aderir ao exercício físico), mudam outros comportamentos além dos relacionados ao movimento: Alimentam–se melhor, têm um sono de mais qualidade, bebem menos álcool, tornam–se mais pacientes, entre tantos outros benefícios.

Vale lembrar que além de ser peça importante na troca do hábito deletério do cigarro, o exercício desempenhará outras funções para o fumante:

  1. Melhoria do condicionamento físico: o fumante tem as capacidades físicas diminuídas devido aos efeitos dessa droga. Um programa de exercícios físicos melhorará mais rapidamente as condições cardiorrespiratórias e de resistência;
  2. Diminuição do risco de doenças relacionadas ao fumo (infarto, AVC, câncer);
  3. Manutenção do peso corporal, devido ao controle do balanço calórico;
  4. Combate o estresse, alivia a pressão do dia-a- dia proporcionando a sensação de relaxamento e satisfação.

O intuito desse texto não foi oferecer uma fórmula mágica, e sim informar como uma rotina de exercícios físicos é fundamental para ABANDONAR O VÍCIO DO CIGARRO.

Sabemos que a troca de hábito não é uma tarefa fácil, por isso também é preciso foco e determinação.

Fica aqui a nossa mensagem:

Substitua o prazer proporcionado por uma tragada por uma sessão de exercícios físicos.

Sua vida agradece!

http://conexaosaude.blog.br/wp-content/uploads/2016/10/01-OUTUBRO-fumo-x-exercicio-1024x584.jpghttp://conexaosaude.blog.br/wp-content/uploads/2016/10/01-OUTUBRO-fumo-x-exercicio-300x300.jpgadminMotivaçãoMudança HábitoSaúdeSaúde & Qualidade de Vida#mudancahabito,#qualidadevida,#voumecuidar
Tabagismo é a principal causa de morte evitável em todo o mundo. É responsável por 30% dos tipos de câncer, 25% das doenças coronarianas, entre tantos outros malefícios para a saúde. Essas informações e tantas outras que poderíamos escrever nesse texto, provavelmente não sejam novidade. Se você é fumante, é bem provável...