Hoje vamos falar sobre uma pesquisa do Ministério do Esporte que teve como objetivo conhecer o perfil do praticante de esporte ou atividade física e analisar  o motivo pelo qual  as pessoas não iniciam o exercício físico e levam uma vida sedentária.
A pesquisa foi realizada no ano de 2013 e entrevistou 8902 pessoas de diversas faixas etárias e diferentes regiões do Brasil .

graficopng

Então vamos lá, compreender alguns números dessa pesquisa e refletir sobre eles:

De acordo com o gráfico temos, um percentual de 46% , ou seja, aproximadamente 67 milhões de habitantes não praticantes de atividades físicas em nosso País. Um número bastante considerável, até porque o critério utilizado para caracterizar o praticante ou não de atividade física foi:

Ter praticado esporte ou atividade física por três vezes por semana ou mais, em seu tempo livre, no mínimo trinta minutos.

Esse é o critério utilizado pela OMS, como algo que auxilia a pessoa a sair do sedentarismo absoluto e ter uma rotina para movimentar-se, mas, ainda é um tempo pequeno para a prática de atividade física. Para obter resultados mais significativos é necessário o aumento na frequência de atividades, bem como outros controles como intensidade e atividades que trabalhem as capacidades físicas de maneiras diferentes ( Ex: musculação, alongamento, atividade aeróbicas. entre outras).

A importância desta pesquisa é ressaltar que o sedentarismo é uma EPIDEMIA e alertar para a importância da redução desses números.

Afinal quanto menos atividade física praticada:

Maiores e mais sérios são os problemas de saúde (problemas cardíacos, câncer, AVC, problemas ortopédicos, entre outros).

Saber a quantidade de sedentários é muito importante, assim temos a real dimensão do problema. Porém, a pergunta mais importante é:

Quais os motivos que afastam as pessoas da atividade física?

Para isso vamos olhar o gráfico dos Motivos para Abandono de Esporte e Atividade Física:
grafico2

Em primeiro lugar, com 69,8% nas respostas dos entrevistados, e com esmagadora diferença para o segundo:

‘’Faltou tempo, outras prioridades ( estudo, trabalho, família)”
Muito provavelmente você possa ter se encaixado nessas respostas, pois a falta de tempo é um problema do mundo moderno.

Precisamos compreender que o exercício físico não pode ser considerado uma atividade complementar para vida, e sim, essencial.

O praticante de exercício físico regular, encontra maior disposição para a realização de suas tarefas, tem melhor memória, dorme melhor, fica menos doente, sente menos dores, entre tantos outros benefícios que os tornam mais produtivos para o dia-a-dia.

Para muitos, a administração do tempo seja o necessário para encaixar na agenda o momento da prática de atividade física. A minha dica aqui é estudar sobre o tema para adequar a sua vida.
Para não alongarmos muito esse texto e termos uma reflexão adequada, finalizamos no primeiro motivo. Em breve, escreveremos sobre os outros e como fazer para começar, continuar e desfrutar os benefícios de uma vida ativa.

Vale aqui lembrar a seguinte frase:

“- Os homens perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem dinheiro para recuperar a saúde…E por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem do presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente nem o futuro. E vivem como se nunca fossem morrer… e morrem como se nunca tivessem vivido.
Dalai Lama

http://conexaosaude.blog.br/wp-content/uploads/2016/07/imagem_fumo-1024x567.pnghttp://conexaosaude.blog.br/wp-content/uploads/2016/07/imagem_fumo-300x300.pngadminExercício FísicoMudança HábitoMusculaçãoSaúde & Qualidade de Vida#projetosaude,#qualidadevida,Exercicio Fisico,Planejamento,Treinamento
Hoje vamos falar sobre uma pesquisa do Ministério do Esporte que teve como objetivo conhecer o perfil do praticante de esporte ou atividade física e analisar  o motivo pelo qual  as pessoas não iniciam o exercício físico e levam uma vida sedentária. A pesquisa foi realizada no ano de 2013...